Arquivo da categoria: Coordenação Nacional

“QUANDO RESISTIR FAZ PARTE DA ESTRADA, É TUDO OU NADA!” GESTÃO 2018/2019

Adivinha o que acabou de sair?! 

Isso mesmo! A carta de apresentação da gestão 2018/2019 da Coordenação Nacional da ENESSO.

Compartilhem!

Vamos nos conhecer e construir coletivamente essa Executiva.


Para eventuais dúvidas ou sugestões: enessooficial@gmail.com


WhatsApp Image 2018-08-03 at 18.10.51WhatsApp Image 2018-08-03 at 18.10.51 (1)WhatsApp Image 2018-08-03 at 18.10.51 (2)WhatsApp Image 2018-08-03 at 18.10.51 (3)

Anúncios

Coordenação Nacional da ENESSO 2016/2017: “Quebrando pedras. Construindo resistência”

 

13775809_771388986334429_7975696349515150112_n

Sem título

 

 

Somos mulheres , negras e LGBTT’s, estudantes de serviço social e filhas da classe trabalhadora. Somos resistência em um país que a cada dia nos nega direitos, nos viola a vida. Somos contra o capitalismo, sistema esse que nos tira o direito ao pão assim como à poesia!

Militantes que constróem a ENESSO de norte à sul do Brasil, que acreditam nesse movimento, que acreditam na aliança operária-estudantil e que seguem lutando contra o machismo, racismo, LGBTTfobia, intolerância religiosa, capacitismo e qualquer outra forma de opressão.

Nós, que construímos a nova coordenação nacional da Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social “Quebrando pedras, construindo resistência”, temos como objetivo a construção e fortalecimento do MESS e da ENESSO pela base. Nos dispomos à construção coletiva, ao resgate do reconhecimento dos estudantes em se fazerem pertencentes à ENESSO, ao desafio de reencantar-se!

Diante da conjuntura de esvaziamento estudantil desse espaço político, sendo ele fundamental no que se diz respeito a formação profissional, e com a escura certeza de que vivemos um momento em que ENESSO passa por um momento de crise, em que é necessário repensar esse espaço, elencamos eixos principais para fortalecer o MESS e reafirmar a ENESSO como um espaço legitimo de organização das/os estudantes de Serviço Social nacionalmente.

A nova gestão se apresenta tendo como objetivo reafirmar e concentrar forças no que se trata os eixos de Educação e Formação profissional, por enxergarmos que o enfraquecimento do MESS e da Executiva vêm acompanhando uma crise estrutural na qual a formação profissional é precarizada e a educação é mercantilizada. Será através desses dois eixos principais que buscaremos o reconhecimento das/os estudantes de Serviço Social, para que esses se sintam pertencentes nessa executiva e que coletivamente fortaleçamos o projeto ético-político da profissão. Também acreditamos ser necessária a constante articulação com os movimentos sociais e com o conjunto CFESS/CRESS e ABEPSS.

Com o compromisso de luta em defesa da classe trabalhadora, nos dispomos a construção cotidiana nos espaços que ocupamos levando a executiva como uma importante ferramenta de mobilização estudantil e vinculada aos demais movimentos sociais, nós da atual coordenação nacional iniciamos esse ciclo de luta. Os desafios postos são muitos, mas com a certeza de que a construção de outra sociedade se faz necessária, seguiremos resistindo!

Gestão 2016-2017 “Quebrando pedras, Construindo resistência!”

Programa da Gestão 2016-2017 “Quebrando pedras. Construindo resistência!”

Dados da Gestão – Contatos telefônicos e Email

 

NOME Amanda Lima 
REGIÃO II
ESCOLA Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza – FAMETRO
COORDENAÇÃO Comunicação e Finanças
FONE (85) 89611260
E-MAIL amandalima.al90@gmail.com
NOME

Clara Rodrigues

REGIÃO I
ESCOLA Universidade Federal do Pará – UFPA
COORDENAÇÃO Finanças e Comunicação
FONE (91) 9 8170-7041
E-MAIL claracosta154@gmail.com
NOME Caio Milhomen Rodrigues
REGIÃO IV
ESCOLA Universidade de Brasília (UnB)
COORDENAÇÃO Formação Profissional e Relações Internacionais
FONE (61) 92387057
EMAIL caio.sersocial@gmail.com
NOME  Carmel Capitani
REGIÃO VI
ESCOLA Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) 
COORDENAÇÃO Comunicação e Combate às Opressões
FONE (48) 96909273
E-MAIL carmel.giongo@gmail.com
NOME Karoline Santos
REGIÃO II
ESCOLA Universidade Católica de Pernambuco (UC-PE)
COORDENAÇÃO Formação Profissional e Movimentos Sociais
FONE (81) 86347008
E-MAIL karolinecunha_enesso@hotmail.com
NOME Fernanda Gomes de Almeida
REGIÃO VII
ESCOLA Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
COORDENAÇÃO Combate às opressões e Movimentos Sociais
FONE (11) 984823381
E-MAIL fernandagomes428@gmail.com
NOME Maiara Pedral Guimarães
REGIÃO III
ESCOLA  Universidade Federal da Bahia (UFBA)
COORDENAÇÃO Combate às Opressões E Formação Profissional
FONE( (71) 96983657
E-MAIL maiara_pedral@hotmail.com
NOME Iohana Moreira
REGIÃO IV
ESCOLA Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)
COORDENAÇÃO Finanças e Secretaria
FONE (65) 96442832
E-MAIL iohanacmsantos@gmail.com
NOME  Mariana Alves
REGIÃO  III
ESCOLA  Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
COORDENAÇÃO  Cultura e Secretaria
FONE (82) 91484487
E-MAIL mary_catalves@hotmail.com

 

Carta de Apresentação da Nova Gestão da ENESSO – 2015/2016: “É Tempo de dissidência. É tempo de revolução.”

11717372_862809467089867_2731202094699180004_o
Nos dias 11 à 17 de julho de 2015, na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO, aconteceu o XXXVII Encontro Nacional dos Estudantes de Serviço Social – ENESS. O Encontro, contou com a participação de todas as regiões do país, representada por mais de 90 escolas de Serviço Social.
As calorosas discussões do encontro foram perpassadas pelos seis (6) eixos da Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social – ENESSO, onde foram construídos amplos debates a cerca da conjuntura nacional, do combate à opressão e exploração sofrida pelos sujeitos e as possíveis formas de enfrentamento que podem ser adotadas para o fortalecimento das lutas cotidianas nos Centros e Diretórias Acadêmicos de Serviço Social.
Com a certeza e consciência de seguir construindo a ENESSO e o MESS, foi eleita a nova Coordenação Nacional da Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social. A gestão eleita ”É tempo de dissidência. É tempo de revolução”, tem como objetivo primordial, a construção coletiva, ou seja, nos colocamos para essa tarefa com o objetivo em comum que é o fortalecimento da nossa executiva e fazer de fato que com que o pertencimento e reconhecimento estejam presentes aos olhos e falas de todos os estudantes de Serviço Social para além de personalismos,com um norte central, que é o fortalecimento do atual projeto ético-político profissional.
Neste sentido, acreditamos que o papel de uma executiva de curso vai para além da realização de eventos, devendo, portanto, estar presente no cotidiano do conjunto dos estudantes lutando por uma formação de qualidade e crítica. Portanto, o MESS enquanto movimento de área, desde que articulado aos movimentos sociais da classe trabalhadora, apresenta um grande potencial na luta geral da compreensão mais abrangente dos dilemas, hoje colocados na crise estrutural do capital, que busca compreender e fortalecer o atual Projeto Ético-Político na luta conjunta com CFESS/CRESS e ABEPSS, pela construção de um projeto profissional e projeto societário anticapitalista, em defesa da classe trabalhadora.
Colocamos-nos firmemente com posições em defesa da classe trabalhadora, posições estas que se materializam de forma decidida coletivamente e explicitada abaixo:
– Nosso compromisso com a classe trabalhadora frente à matriz de dominação econômica, política, social e cultural no combate a todas as formas de opressão. Por isso apontamos a importância da ampliação do debate em torno de classe-gênero-raça-etnia-sexualidade para combatermos todo tipo de opressão, que trazem elementos fundamentais para pensarmos e traçarmos enfrentamentos ao combate as opressões, lutando pelo fim do capitalismo, patriarcado, racismo, lgbtfobia e intolerância religiosa;
– A crítica a atual politica que governa nosso país, por compreendermos que este não rompeu com a linha política econômica dos governos anteriores ao PT, entendido dentro do Estado que implementou e consolidou a política neoliberal no país que conduziu/conduz uma série de privatizações dos serviços públicos, atendendo as necessidades do capital. Nesse sentido, entendemos que as manifestações sociais que explodiram nos últimos tempos é reflexo desses posicionamentos que não estão correspondendo às demandas do povo brasileiro. O cenário atual coloca desafios para a ENESSO, os ditames do capital nos faz o convite à rebeldia, onde precisamos canalizá-la ao processo da construção unitária da esquerda combativa, que tenha como horizonte um projeto de sociabilidade livre e emancipada;
– O necessário reconhecimento de que a reorganização do movimento estudantil não pode estar desvinculada de um projeto de sociedade, por isso impossível de ser desvinculado de um projeto de Universidade. Sendo esta, um horizonte de disputa que nos conduz a questionar a quem a universidade está servindo hoje, que padrões de dependência ela reproduz, que conhecimento ela produz, para romper com a lógica mercantilista do acesso ao conhecimento. Uma universidade do povo, a serviço das necessidades do povo, com a cara do povo, livre das dependências e que não só resista as características da atual conjuntura, é necessário desenvolver um projeto de universidade que edifique nossos princípios emancipatórios de classe trabalhadora, a Universidade Popular;
– A inerente defesa da autonomia e independência da ENESSO frente a qualquer forma de organização exterior, sejam partidos, organizações, coletivos, ou até as próprias entidades da categoria, não significando sua negação como aliados ou importantes instrumentos contribuintes na organização do MESS.
Sendo assim, a Coordenação Nacional, gestão 2015 – 2016“É tempo de dissidência, é tempo de revolução!” reafirma seu compromisso com a construção democrática e de “baixo para cima” do Movimento Estudantil de Serviço Social, vinculado à perspectiva de ruptura com a ordem societária capitalista vigente e em constante construção de um novo modelo societário que não seja sustentado na exploração, na exclusão, no racismo, no machismo, na homofobia, na xenofobia ou qualquer outra forma de opressão. Para isso, ressaltamos a importância da profunda articulação entre Coordenações Regionais da ENESSO, entidades de base, Conselhos Regionais de todo Brasil (CRESS), bem como, o Conselho Federal (CFESS), a Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS) e seus representantes discentes, Movimentos Sociais e Sindicais, entre outros.
Frente a isso, vimos através dessa carta publicizar para todas/os estudantes, as posições concretas em nosso programa e nossa grande vontade de construir um MESS cada vez mais coerente, democrático e combativo, colocando todas as vozes em direção à um movimento estudantil que queremos e a uma verdadeira emancipação humana.
Coordenação Nacional da ENESSO
Gestão 2015/2016 “É tempo de dissidência, é tempo de revolução!”

Plano de Lutas 2014-2015

O Planejamento Estratégico Nacional (PEN) de 2014 ocorreu entre os dias 5, 6 e 7 de setembro em Vitória – ES. Os eixos de debates da ENESSO foram discutidos e pensados coletivamente pelas escolas presentes, através de estudantes de distintas escolas, centros e diretórios acadêmicos, coordenadores regionais, representantes discentes em ABEPSS e toda a coordenação nacional representando as 7 regiões da ENESSO.

No Planejamento construímos o Plano de Lutas a ser aplicado pela Coordenação Nacional da ENESSO, em conjunto com os demais representantes regionais e locais durante a gestão de 2014 a 2015. Abaixo segue o resultado das deliberações:

Plano de Lutas da ENESSO 2014-2015

PEN (6)

PEN (16)

PEN (13)

PEN (29)

CARTA DE APRESENTAÇÃO DA NOVA COORDENAÇÃO NACIONAL DA ENESSO

CARTA DE APRESENTAÇÃO DA NOVA COORDENAÇÃO NACIONAL DA ENESSO

GESTÃO 2014\2015 “Nossa voz não é apenas nossa”

PEN (29)

Da esquerda: Silvania, Renata, Jéssica, Bruna, João Paulo, Ketinho, Tatiana, Dani, Dandara, Bia e Mylena.

Nos dias 01 à 06 de agosto de 2014, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, aconteceu o XXXVI Encontro Nacional dos Estudantes de Serviço Social – ENESS. O Encontro Nacional dos Estudantes de Serviço Social, contou com a participação de todas as regiões do país, representadas por mais de 90 escolas de Serviço Social.

As calorosas discussões do encontro, foram permeadas acerca dos 6 eixos da Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social – ENESSO, e por meio da construção do ato em solidariedade e apoio ao povo palestino. Com a certeza e a consciência de seguir construindo a ENESSO e o MESS, foi eleita a nova Coordenação Nacional da Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social.

A eleição que ocorreu no XXXVI ENESS não foi apenas uma eleição de nomes para ocuparem alguns cargos, para além disso, foi uma posição favorável por um determinado programa político, que contou com a contribuição de vários militantes que não necessariamente se colocaram como nomes para a coordenação da executiva, mas que se fizeram presentes na construção desse espaço por acreditar na construção coletiva da ENESSO, por reconhecerem que “ENESSO somos todos nós”. Por isso é importante reafirmar que a “Nossa voz não é apenas nossa”!

Essa gestão se formou a partir de reuniões abertas e divulgadas, através de princípios que foram debatidos e construídos coletivamente, de forma democrática e participativa ao longo do encontro, tendo como proposta a continuidade das lutas da última gestão, tendo como horizonte de luta o fortalecimento do Movimento Estudantil de Serviço Social.

O enunciado “Nossa voz não é apenas nossa”, inspirada no poema “Do amor ao MESS” encontrado no caderno de poesia da ENESSO, escrita por uma militante que constrói a ENESSO no seu cotidiano, foi usado como nome e princípio da chapa que disputou a construção da ENESSO e foi eleita. Nos colocamos firmemente com posições em defesa da classe trabalhadora, tendo como referência o atual projeto ético-político da profissão de Serviço Social, posições estas que se materializam de forma explícita e decidida:

– Nosso compromisso com a classe trabalhadora frente a matriz de dominação econômica, política, social e cultural no combate a todas ás formas de opressão;

– A crítica ao Governo Dilma e todos os seus defensores, por compreendermos que este não rompeu com a linha política econômica dos governos anteriores ao PT, entendido dentro do Estado que implementou e consolidou a política neoliberal no país que conduziu/conduz uma série de privatizações dos serviços públicos, atendendo as necessidades do capital. Nesse sentido, entendemos, que as manifestações sociais que explodiram nos últimos tempos é reflexo desses posicionamentos que não estão correspondendo às demandas do povo brasileiro;

– O necessário reconhecimento de que a reorganização do movimento estudantil não pode estar desvinculada de um projeto de sociedade, por isso impossível de ser desvinculado de um projeto de Universidade. Sendo está, um horizonte de disputa que nos conduz a questionar a quem a universidade está servindo hoje, que padrões de dependência ela reproduz, que conhecimento ela produz, para romper com a lógica mercantilista do acesso ao conhecimento. Uma universidade do povo, a serviço das necessidades do povo, com a cara do povo, livre das dependências e que não só resista as características da atual conjuntura, é necessário desenvolver um projeto de universidade que edifique nossos princípios de classe, a Universidade Popular;

– A inerente defesa da autonomia e independência da ENESSO frente a qualquer forma de organização exterior, sejam partidos, organizações, coletivos, ou até as próprias entidades da categoria, não significando sua negação como aliados ou importantes contribuidores na organização do MESS.

Sendo assim, a Coordenação Nacional, gestão 2014 – 2015 “Nossa voz não é apenas nossa” reafirma seu compromisso com a construção democrática e de “baixo para cima” do Movimento Estudantil de Serviço Social, vinculado a perspectiva de ruptura com a ordem societária capitalista vigente e em constante construção de um novo modelo societário que não seja sustentando na exploração, na exclusão, no racismo ou qualquer outra forma de opressão. Para isso, ressaltamos a importância da profunda articulação entre Coordenações Regionais da ENESSO, entidades de base, Conselhos Regionais de todo Brasil (CRESS), bem como, o Conselho Federal (CFESS), a Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS) e seus representantes discentes, Movimentos Sociais e Sindicais, entre outros.

Frente a isso, vimos através dessa carta publicizar para todas e todas/os estudantes, as posições concretas em nosso programa e nossa grande vontade de construir um MESS cada vez mais coerente, democrático e combativo, colocando todas as vozes em direção à um movimento estudantil que queremos e a uma verdadeira emancipação humana.

Coordenação Nacional da ENESSO
Gestão 2014/2015 – “Nossa voz não é apenas nossa”

NOME Mylena Santana
REGIÃO I
ESCOLA Universidade Federal do Pará – UFPA
COORDENAÇÃO Cultura
FONE (91) 8315-2441 – Tim
E-MAIL mylenasantana0293@hotmail.com
NOME Silvania Rabelo
REGIÃO I
ESCOLA Universidade Federal do Maranhão – UFMA
COORDENAÇÃO Formação Profissional e Movimentos Sociais
FONE (98) 8176-2063 – Tim                                                    (98) 8801-7291 – Oi
E-MAIL silvania.rabelo@hotmail.com
NOME Daniele Santos
REGIÃO III
ESCOLA Universidade Federal da Bahia – UFBA
COORDENAÇÃO Combate às Opressões e Relações Internacionais
FONE (71) 9277-4829 – Tim
E-MAIL daniele_osantos@hotmail.com
NOME Jéssica Cleophas
REGIÃO III
ESCOLA Universidade Federal da Bahia – UFBA
COORDENAÇÃO Secretaria e Formação Profissional
FONE (71) 9162-4792 – Tim
E-MAIL jessicacleophascl@hotmail.com
NOME Renata Priscila Oliveira Fonseca
REGIÃO IV
ESCOLA Universidade de Brasília – UnB
COORDENAÇÃO Secretaria e Formação Profissional
FONE (85) 8848-0414 – Oi
E-MAIL renatasersocial@hotmail.com
NOME João Paulo Valdo
REGIÃO V
ESCOLA Universidade Federal do Espírito Santo – UFES
COORDENAÇÃO Movimentos Sociais e Comunicação
FONE (27) 99998-8273 – Vivo
E-MAIL jp.valdo@hotmail.com
NOME Letícia Rodrigues da Silva
REGIÃO V
ESCOLA Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM
COORDENAÇÃO Finanças e Formação Profissional
FONE (34) 9280-0434 – Tim
E-MAIL leticiarodsil@gmail.com
NOME Tatiana Jardim
REGIÃO V
ESCOLA Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO
COORDENAÇÃO Comunicação e Formação Profissional
FONE (21) 97478-2226 – Vivo
E-MAIL tatiana.jardim@hotmail.com
NOME Bruna Peixer
REGIÃO VI
ESCOLA Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
COORDENAÇÃO Finanças e Movimentos Sociais
FONE (48) 9664-6803 – Tim
E-MAIL bruunapeixer@hotmail.com
NOME Dandara Manoela Santos
REGIÃO VI
ESCOLA Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
COORDENAÇÃO Cultura e Combate às Opressões
FONE (48) 9636-6821 – Tim
E-MAIL dandaramanoelasantos@gmail.com
NOME Beatriz Oliveira
REGIÃO VII
ESCOLA Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP
COORDENAÇÃO Finanças e Movimentos Sociais
FONE (11) 98554-9251 – Tim
E-MAIL annabea.oliveira@gmail.com
NOME Cléverson Oliveira – Ketinho
REGIÃO VII
ESCOLA Faculdade de Mauá – FAMA
COORDENAÇÃO Cultura e Combate às Opressões
FONE (11) 99683-7995 – Vivo                                                    (11) 96345-9713 – Tim
E-MAIL ketinho.servicosocial@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: